+Novidades Corretor: Geral

Corretor de seguros também é empreendedor

Reading Time: 3 minutes

O mercado de seguros é um dos mais promissores no Brasil atualmente, isso porque o brasileiro não só anda mais preocupado em preservar seu patrimônio, mas também entendeu que é mais inteligente se precaver dos possíveis riscos do dia a dia do que lidar com o prejuízo.

Entenda por quê é importante que seu cliente conte com a ajuda de um corretor

Contratar uma apólice de seguros não é algo tão simples. Entender qual melhor plano para seu cliente, qual a cobertura mais assertiva para cada necessidade, combinar essas necessidades de forma otimizada e assim conseguir boas condições faz parte da rotina de muitos corretores.

O corretor de seguros é o exato profissional que intermedia a relação entre a seguradora e o cliente. É a pessoa treinada para identificar as necessidades específicas de cada cliente e encontrar a solução ideal para cada caso. Além disso, o corretor de seguros é quem se encarrega de cuidar para que tudo saia conforme contrato, é quem pode orientar nos casos de sinistro e garantir a tranquilidade que se espera ao pagar por uma apólice, seja ela qual for.

Eis a razão de sempre explanar a importância do corretor dentro do processo de contração.

Os desafios de um corretor de seguros

Mesmo sendo um mercado em expansão, ser corretor bem-sucedido é um desafio e tanto. Segundo o banco de dados da Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados e de Resseguros, de Capitalização, de Previdência Privada, das Empresas Corretoras de Seguros e de Resseguros (Fenacor) existem aproximadamente 49.558 corretores de seguros no país, isso falando em pessoa física. Ou seja, a cada 4,1 mil pessoas, um corretor.

Apenas em São Paulo são 21.931 corretores atuando, isso ilustra um cenário competitivo, no qual é preciso oferecer mais que qualidade no atendimento. O desafio de um bom corretor é se antecipar, trazer soluções inteligentes, especialmente ao inovar, criar e combinar serviços que, de fato, resolvam a vida do cliente, sem gerar transtornos para nenhuma das partes.

O corretor de seguros e o empreendedorismo

Antes de explicar sobre como ser corretor de seguros é empreender, entenda o conceito básico do termo: é considerado empreendedor quem inova, descobre e aplica novos pensamentos, novas práticas e é capaz de executar, independente do grau de dificuldade. Nesse sentido, trazendo pro contexto do mercado competitivo e levando em consideração as necessidades básicas de todo ser humano para a vida em sociedade, empreender é sair converter um cenário desfavorável em um outro cenário, melhor e mais gratificante emocional e financeiramente.

Basicamente, é isso que uma pessoa faz ao deixar os formatos mais convencionais de trabalho e abraçar uma nova profissão.

Ser um bom corretor de seguros pode ser muito rentável, desde que o profissional trabalhe com marcas sérias, que ele possa entregar excelência nas soluções que oferece e consiga manter uma relação de confiança com seu cliente, prezando sempre por seus interesses.

As 10 características de um corretor de seguros empreendedor

Baseando-se no conceito de empreender e tendo em vista as responsabilidades de um profissional dessa área, existem algumas características que revelam o corretor com perfil empreendedor. São elas:

  1. É proativo, busca oportunidades;
  2. É determinado e persistente;
  3. Se permite correr riscos, mas calculados;
  4. Tem como diretriz básica eficiência e qualidade;
  5. É engajado;
  6. Busca estar sempre informado;
  7. Traça metas;
  8. Sabe planejar e acompanhar resultados;
  9. É persuasivo e trabalha com networking;
  10. Trabalha com autonomia e confiança.

Veja como se aprimorar e empreender ainda mais

Saber gerenciar um grupo de necessidades, combinar serviços, desenvolver soluções personalizadas, tudo isso é empreender no segmento. Existem hoje instituições que oferecem qualificação, tais como o Sebrae, e, sem dúvida, esse é um fator fundamental para quem deseja empreender. Mas existem ainda alguns caminhos importantes, veja quais:

  • Dominar técnicas de gestão: Mais do que saber gerenciar, ter embasamento para isso, especialmente no que diz respeito a gestão financeira. Saber lidar com fluxos e processos é fundamental.
  • Apresentar e desenvolver ideias:  Apenas identificar as oportunidades não basta, é preciso implementar, ou seja, se existe uma chance de vender mais ou melhor, mesmo que não obedeça aos padrões, é importante pagar pra ver, claro que com ética e responsabilidade.
  • Ser um bom planejador: prever cenários, antecipar os riscos e oportunidades é essencial para o sucesso do negócio.
  • Dar atenção genuína: sabe-se que o cliente satisfeito indica e sabe-se também que quanto mais acolhido o cliente se sente, maiores as chances de consolidar a venda.  
  • Cultivar um time coeso: Trabalhar em equipe pode ser muito proveitoso, tanto em termos de aprendizado como de lucro. Uma equipe integrada possibilita possibilidades de trocas, debates saudáveis e novas ideias.
  • Inovar: o corretor de seguros bem sucedido é aquele que consegue trazer novas soluções e pensar antes, garantindo que o cliente sempre receba o melhor serviço em todas as esferas possíveis.
  • Agir mais que falar: O mercado hoje não permite falhas, ao identificar oportunidades é preciso também saber como usufruir delas. Se algo nesse sentido acontecer, é importante ser proativo e assertivo.

Mais recentes

Feito por Nerau Studio